Quais as vantagens de bater ponto com a Evartel | Evartel

Por conta da pandemia, podem ocorrer atrasos na entrega por parte dos Correios.

Caro visitante: se você chegou até este artigo por meio do nosso site, já deve saber quem somos e o que fazemos. Se nos encontrou em uma busca ou queira relembrar um pouquinho, temos este flyer com todas as informações de que possa precisar. De toda forma, aqui vamos refrescar sua memória.

A Evartel surgiu há mais de 30 anos, operando única e exclusivamente no mercado argentino. Nossos engenheiros desenvolveram e aperfeiçoaram, ao longo desse tempo, um software único de gestão de pontos para empresas, focando em uma interface user-friendly que possibilite um uso intuitivo para o setor de Recursos Humanos das empresas. Não focando apenas na dinâmica do uso, o software possui funções de gerenciamento de funcionários não encontradas em outras empresas do ramo. Vou exemplificar melhor a seguir.

A primeira vantagem de bater ponto com a Evartel é a segurança, sob vários aspectos. Ao contratar a Evartel como sua ferramenta de gestão da empresa, você pode ter certeza que sempre fará um acompanhamento seguro dos horários de seus funcionários, tudo acessível na palma de sua mão. Vamos supor que você está com problemas com um funcionário, e não tem certeza se ele está cumprindo com os horários estabelecidos no contrato. Você acessa seu celular, entra no aplicativo e consegue ver exatamente os horários de entrada e saída desse funcionário, assim como ele também poderá fazer um acompanhamento mais preciso da sua pontualidade. Acessando o seu histórico de horários, o funcionário poderá ver exatamente quantos minutos está devendo (ou fazendo a mais), e assim poderá manejar seus horários com mais facilidade nos dias seguintes, cumprindo suas obrigações sem complicação.

No segundo âmbito da segurança, a Evartel se difere das demais empresas por contar com o melhor dos dois mundos de controle de ponto. Existem duas modalidades de gestão de ponto no mercado atualmente. O acompanhamento físico e o virtual. Como isso funciona? Existem empresas que vendem relógios de ponto com comprovantes impressos em papel, obedecendo à já antiga portaria 1510. Dentre as inúmeras desvantagens desse controle, destacam-se:

  1. A infame impressão de papel, com necessidades semanais de reposição das bobina (que costumam agarrar na impressora e criam a necessidade frequente de um funcionário autorizado da empresa comparecer para abrir o relógio com uma chave especial e solucionar o problema);
  2. Custos altíssimos do relógio de ponto, que obrigatoriamente têm que estar na lista de relógios aprovados pela INMETRO (somente para colocar o relógio na lista, o custo para a empresa fabricante do relógio pode passar dos R$ 60.000 ao ano. Não é difícil imaginar que este valor fica embutido nos preços dos relógios REP cobrados à empresa que os utilizará);
  3. Mensalidades de manutenção em função do número de funcionários da empresa.

Quando mencionamos a possibilidade da gestão virtual, queremos dizer que existem empresas que se dedicam unicamente ao ponto virtual. Como isso funciona? O funcionário bate o ponto pelo próprio celular, de onde quiser. Algumas empresas dispõem da função de geolocalização ao bater este ponto, argumentando que isso dará plena credibilidade ao ponto batido, já que a gerência da empresa contratante terá controle do local onde o funcionário iniciou sua jornada de trabalho. De início, isso já pode ser refutado, pois o funcionário pode bater o ponto de sua cama, continuar dormindo e iniciar a jornada de trabalho horas depois, a não ser que o RH da empresa se dedique a investigar pessoalmente o que cada funcionário está fazendo em todos os minutos do dia. Em segundo lugar, não há nada mais fácil que mudar as configurações do celular, tablet ou computador para alterar a geolocalização, dando a informação falsa de que o funcionário está onde deveria estar. Entenda melhor as desvantagens do ponto exclusivamente virtual:

  1. Falsa sensação de segurança: o funcionário, ao bater o ponto do seu próprio dispositivo, não garante que está onde afirma estar, nem que iniciará a jornada de trabalho no momento em que bate o ponto;
  1. MENSALIDADE: não existe empresa de ponto virtual que não cobre mensalidade por funcionário da empresa contratante. Entenda os valores: para até 15 funcionários, o valor médio cobrado é de R$ 15, por funcionário, por mês. Fazendo uma conta básica, para administrar os pontos dos funcionários da sua empresa você gastará R$ 225 por mês. Isso dá um total de quase R$ 2700 reais por ano, somente para gestão de ponto da sua empresa. Isso tudo se considerarmos 15 funcionários… Imagine 150! Algumas empresas obtêm seu lucro através dessas mensalidades desnecessárias, que dizem ser os “custos de manutenção”. Se você tem uma conta do Netflix ou do Spotify, já calculou quanto gastará com o passar dos anos? Essa não é a proposta da Evartel.

Como a Evartel combinou o melhor dos dois mundos? Você tem a segurança do aspecto físico, sabendo que seus funcionários estão batendo o ponto in loco, em um de nossos aparelhos de controle por impressão digital ou reconhecimento facial, sem chance de ser burlado, e tem todas as vantagens das alternativas virtuais na palma de sua mão, com tudo que precisa para saber como anda a pontualidade de seus funcionários. Sem nenhuma mensalidade.

A esta altura, é fundamental destacar que a Evartel é a única empresa a fornecer esse tipo de solução sem cobrança de mensalidade.

Nós não vamos administrar a sua empresa. Nós vamos dar as ferramentas e te ensinar a tirar o maior proveito possível delas, garantindo mais autonomia e otimizando a produtividade do seu setor de Recursos Humanos, liberando tempo para que os esforços sejam concentrados na criatividade e outras questões importantes da gestão de sua empresa. E com uma produtividade alta, o sucesso está logo ao lado.